terça-feira, 7 de março de 2017

Enjoo, muito enjoo

As cólicas assustadoras já não dão mais as caras. Foram só três dias para me deixar bem apavorada, e depois se foram, dando lugar a um enjoo perene, que dura 24 horas por dia e não me abandona.

Estou me esforçando bastante para não reclamar, porque estar grávida é tudo que eu mais desejei, mas não está sendo fácil. Porque não é um enjoo matinal, sobre o qual a gente sempre escuta falar, é mesmo um enjoo que dura o dia inteirinho. E estou vomitando também. Desde ontem, duas vezes ao dia, além de eu passar diversos momentos me segurando, respirando fundo.

Com isso, como já comentei, minha alimentação está bem horrível. Mal estou conseguindo beber água - me enjoa demais - e não estou conseguindo fugir da Coca-Cola - que pra mim sempre foi remédio para enjoo/ressaca. Mas até a Coca, que me aliviava um pouco, está começando a me enjoar. Sinto vontade de comer apenas coisas salgadas e gordurosas tais como nugget do Mc Donald's (juro!), lasanha, harumaki de camarão, pizza, massa e empadões. E não consigo comer grandes quantidades, o que até que tem seu lado bom.

Comecei tomando Dramin B6, que não adiantou nada, mudei pro Plasil, que não fez nenhum efeito e há três dias estou no Vonau (#aloconfeiteira!), que traz um pouco mais de alívio, mas não faz nenhuma mágica. É um comprimido que deve ser dissolvido na ponta da língua e tem um gosto bastante horroroso, que muitas vezes só piora minha náusea.

Hoje, que foi um dia especialmente ruim, já fiquei achando que poderia estar com a tal da hiperêmese gravídica, o problema que acometeu a princesa Kate, mas meu irmão e minha prima, que são médicos, me convenceram que não tenho.

"A ocorrência de náuseas e vômitos ocasionais até cerca de 14 semanas de gestação é chamada emese gravídica, e pode ser considerada normal. Sua forma grave, a hiperêmese, ocorre em 0,3 a 2% das gestações, com vômitos persistentes que obrigam ao jejum forçado e levam à perda de peso. A maior parte das pacientes apresenta melhora a partir da segunda metade da gestação, mas em alguns casos o quadro clínico pode persistir até o parto.

DIAGNÓSTICO DA HIPERÊMESE

  • Vômitos incoercíveis antes de 20 semanas de gravidez.
  • Perda de peso corporal (4% a 10%).
  • Sinais de desidratação grave.
  • Distúrbios hidroeletrolíticos.
  • Cetose.
  • Cetonúria.
  • Alterações laboratoriais"

O que pareço ter mesmo são dois bebês se desenvolvendo bem e fazendo minhas taxas de progesterona irem nas alturas - aliado ao fato de eu ainda estar tomando complemento de progesterona três vezes ao dia!

Agradeço a sorte de estar de férias. Não consigo vislumbrar como seria trabalhar nessas condições. Não estou com vontade de fazer nada, quando vou à rua logo me sinto mal, fico com vontade somente de ficar deitada, durmo de tarde... Mas vai melhorar, eu sei que vai melhorar. Preciso apenas ter um pouco de paciência porque tudo isso vale muito a pena.

13 comentários:

  1. Olha, eu não quero animar, não, mas passei algum tempo à base de doritos com Fanta laranja (já te contei isso?). Enjoei até cerca de cinco meses, mas não vomitei! Era um enjoo constante, incansável, que me impedia de comer saladas (que eu amo) e me deixava bem imprestável.
    Sobre querer muito engravidar e não se sentir no direito de reclamar, acho que você precisa ser generosa consigo mesma. Você não desejou enjoar, desejou um bebê. Não é porque uma coisa boa está acontecendo que as coisas ruins perdem importância ou devam ser ignoradas. Uma coisa não exclui a outra e é muito importante se permitir viver todas as emoções e sensações.
    Beijos duplos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, você tem razão. Mas é que queria tanto estar me sentindo bem... torcendo para que melhore na 12a semana como tudo mundo fala. Beijos!

      Excluir
  2. O q judiação cara, mas vamos ter fé que esses enjoos vão passar!
    Melhoras!

    Bjs
    Esposaemamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Tive uma amiga com hiperemese. Ela vomitava o dia todo, não era só enjoo. Teve que ir pro hospital em algumas ocasiões. Acho que você está assim, pelo fato de que são dois! Muito mais hormônio pra causar esse enjoo, mas aguenta firme que até os 3 meses isso diminui muito e depois é só curtir essa getsação tão sonhada e abençoada!!
    Um beijo bem grande pra mamãe e pros bebês!

    www.eontemeuchorei.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tadinha, deve ser terrível a hiperemese. Vamos nessa aguentando, respirando muito fundo e torcendo para melhorar logo. Espero também parar a suplementação de progesterona o quanto antes, para ver se alivia. Bjs!!

      Excluir
  4. Concordo com o primeiro comentário. Permita-se viver as sensações e emoções. As pessoas não entendem, acham que estamos reclamando, né? Eu mesma recebi um comentário no blog meio grosseiro quando falei dos enjoos que estava sentindo.

    A boa notícia é que (graças a Deus) eles passam! E aí vc vai viver a melhor fase da gestação.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Thata. Estou muito feliz, mas me sentindo tão mal que nem consigo curtir a felicidade. Mas vai melhorar!!! Bjs!

      Excluir
  5. Oi mamãe,se nem o Santo Vonau da confeiteira resolveu é pq o trem da bravo mesmo. Acho que gravidez de gêmeos deve aumentar esses sintomas,né? Melhoras,viu? Boas energias para vc!
    Já tem ginecologista para acompanhá-la na gestação?
    Fiquem com Deus!
    Beijos
    Ptt (Fiv-Amadurecimento da Alma)
    http://fivamadurecimentodaalma.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o trem é brabo mesmo. Mas vai melhorar, tem que melhorar! Já tenho uma obstetra sim, acabei de postar contando sobre a primeira consulta! :) Beijos!

      Excluir
  6. Ai tadinha!!! dedos cruzados para esse enjoo do mal passar! Dizem que a gravidez (apesar de tão sonhada) não é nada fácil!! Passa enjoo... mas aparece outros incômodos..

    Pensa assim dura só 9 meses!! Força vc vai aguentar tudo por esse dois corações lindos!! s2s2

    ResponderExcluir