quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Quem te viu, quem te vê

Philadelphia Magazine - Stress Solutions

Tem dez dias que não atualizo o blog. Mas parece que tem muito mais. A sensação que tenho é que já se passaram muitos e muitos dias desde que tive a notícia de que meu mais recente ciclo não tinha dado certo, de novo. Mas a verdade é que faz pouquinho tempo. Acho que a notícia é tão pesada que faz com que seja esse o sentimento.

Sigo no luto desde que interrompi o último ciclo de estimulação. É difícil ter vontade de fazer qualquer coisa que não seja ficar no sofá vendo netflix ou procurando ler todas as histórias possíveis sobre FIV na internet.

Nessas leituras encontrei essa pesquisa aqui, que fala que a acupuntura dobra as chances de uma mulher engravidar por meio da FIV. Eu já fiz acupuntura, na minha segunda e terceira FIV. E achei que o resultado não foi satisfatório. Na verdade, achei que não fez diferença nenhuma.

Superei meu pânico de agulha e a minha incredulidade para me submeter ao tratamento e até gostei de fazer, ficava mais tranquila, mas não tive resposta melhor. Mas, depois de ler a matéria e alguns relatos de mulheres que engravidaram usando tudo que eu estou usando (andrógeno e coenzima) e fazendo acupuntura, resolvi voltar.

Mas dessa vez busquei um profissional especializado. Gostava bastante do meu acupunturista, mas sentia que eu era a primeira paciente dele com problemas de fertilidade. Ele estudou os pontos e tal, mas sei lá, me passava uma insegurança. Dessa vez fui na indicação de uma obstetra acupunturista.

Ontem foi a primeira consulta. Muito simpática a médica, que é adepta também da medicina chinesa. Logo de cara me falou sobre a importância da alimentação e a energia dos alimentos: de manhã devo comer frutas, grãos (inclusive pão, que é feito de trigo) e ovos, no almoço está tudo liberado e no jantar devo evitar carboidratos e carne vermelha, dando preferência a raízes como inhame e aipim.

Conversamos bastante, relatei meu longo histórico e passei para a mesa de acupuntura, onde ela me pediu para tirar uma carta de um baralho de flores. Quem me conhece sabe que sou uma pessoa bastante cética, não acredito em nada místico ou sobrenatural, confio mesmo é na ciência. Mas, como a ciência vem me desapontando ultimamente, porque não tirar uma carta do baralho de flores? Foi o que fiz e a carta que saiu foi uma orquídea cujo significado tinha a ver com espantar os maus pensamentos e a negatividade. Achei pertinente.

Ela falou também sobre pedras que trazem boas energias - todas as vermelhas - e disse que deveria usar peças de roupas vermelhas, inclusive a calcinha. Achei engraçado. Sou zero supersticiosa, mas fiquei achando que não custa tentar.

A sessão de acupuntura foi bem longa. Ela usou dezenas de agulhas em vários pontos para estimular o ovário, muito deles na região abdominal e pélvica. Nesses pontos mais próximos ao ovário ela também aplicou a técnica de moxabustão, que consiste em esquentar as agulhas usando uma espécie de um charuto feito com folhas de ervas. E, diferentemente do acupunturista anterior, ela também trabalhou pontos nas costas. Foram cerca de 20 minutos de frente e 15 de costas. Fiquei bem focada na respiração e, pela primeira vez, até dormi, o que seria impensável para mim há poucos anos: dormir com agulhas espetadas no meu corpo.

Como estou prestes a iniciar a preparação para mais um ciclo de estimulação, ela sugere que eu vá duas vezes por semana, e eu assim farei. Ah, a flor da carta que eu tirei do baralho também serviu de base para um floral que ela preparou ali na hora, com essa orquídea e uma outra flor. Nunca nos meus 33 anos de vida tomei uma gotinha de floral e nem mesmo homeopatia. Mas para tudo tem uma primeira vez, não é mesmo? Se me ajudar e eu conseguir engravidar, viro adepta da medicina chinesa, da homeopatia e o que mais for necessário. Chega a hora na vida de uma pessoa em que ele precisa acreditar e ter fé em alguma coisa.

22 comentários:

  1. Fico tão feliz de te ver renovada e abrindo seu coração para coisas um pouco distantes da medicina tradicional. Não me entenda errado (eu sou médica!), acredito muito na ciência, mas sei que tem coisas que médicos e toda tecnologia do mundo não entendem, não resolvem e que só Deus e seus milagres é capaz de dar conta. Busque alternativas além da que você já busca (que é a ciência = FIV), como uma somatória de fatores que te levarão ao seu tão sonhado bebê. Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que é uma questão de Shakespeare: há mais coisas entre céu e terra que sonha nossa vã medicina.
    Vai fundo nas alternativas porque muitas vezes a ciência não dá pé, não chega lá.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fundo acho que não vou, mas um pouquinho vamos nessa. Bjo!

      Excluir
  3. rs... Como pessoa cética que vc é, sabia que acupuntura já foi reconhecida pela OMS como eficiente no tratamento de diversas doenças? inclusive infertilidade é listada como uma das doenças que melhoram com a acupuntura. Então trate de acreditar que vai dar certo :)
    Um material para ajudar na leitura:
    http://acupuntura.pro.br/oms/doencas-trataveis/
    http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/42414/1/9241545437.pdf

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu super sei, Fran, tanto que já tinha recorrido à acupuntura antes. Inclusive há muitas pesquisas que correlacionam acupuntura e fertilidade. Obrigada pelo link, bem interessante. Bjo!

      Excluir
  4. Achei tudo muito interessante.
    Eu sou daquelas...mal não faz...então vamos lá!
    Eu já tomei florais, mas a homeopatia me encantou mesmo com a pequena...exite uma medicação para não dar reações as vacinas...amei!
    Torcendo para tudo dar certo!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, Thais!! Tô aqui acreditando nesse floral hehe. Bjs!

      Excluir
  5. Q coisa boa te ver assim mais adepta a novidades. Sou extremamente adepta da acumpuntura ha anos e amo de paixão. Torço muito por você!
    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Que bom vê-la em busca de novos caminhos e renovada. Eu fiz acupuntura há muitos anos e o resultado foi incrível.
    Vai dar certo. Rumo ao positivo.
    Fique com Deus!
    Beijos
    Ptt (Fiv-Amadurecimento da Alma)
    http://fivamadurecimentodaalma.blogspot.com.br/?m=1


    ResponderExcluir
  7. Vc está usando qual andrógeno?Foi o médico que indicou? Eu estou tomando coenzima e geléia real.
    Beijos
    Ptt (Fiv-Amadurecimento da Alma)
    http://fivamadurecimentodaalma.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uso androgel, um gelzinho grudente que passo na barriga. Foi o médico que recomendou sim.

      Excluir
  8. Adorei! Estou torcendo em níveis estratosféricos =)
    acredito muito no poder da energia! Gostei dessa médica!
    E bem vinda ao mundo da homeopatia, vc vai amar ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!! Amaaar acho um pouco forte, mas tô aberta. Bjo!!!

      Excluir
  9. Nossas histórias são muito parecidas, principalmente na parte de baixa resposta a indução. Por isso, gostaria de trocar umas idéias com vc, posso?
    Se sim, pode me passar um e-mail?
    Obrigada!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que sim, Ana! Escreve pra barrigapositivablog@gmail.com
      Bjs

      Excluir
    2. Oi, querida! Acabei de enviar o e-mail.
      Obrigada pela disponibilidade!
      Beijos!

      Excluir
  10. Bom,dizem que aculputura ajuda em um monte de coisa né rsrs Pelo sim ou pelo não,não custa tentar!Torcendo por vc!

    ResponderExcluir
  11. marido vai gostar da calcinha vermelha hehe.... :)

    Sim, sim... tem horas que temos que acreditar em algo.

    #naTorcida

    ResponderExcluir