quinta-feira, 31 de março de 2016

Testosterona: uma alternativa para mulheres com baixa resposta ovariana

Após 43 ciclos de tentativas, idas a vários médicos, muita medicação - e pesquisa no Google, claro - você acha que já sabe praticamente tudo sobre infertilidade conjugal. Mas, nesse universo, isso é impossível. Há sempre novas informações, novos remédios, novas hipóteses e novos tratamentos surgindo... Prestes a dar início à quarta estimulação para fazer a FIV, pensei que o protocolo seria exatamente o mesmo dos três tratamentos anteriores.

Só que já começou diferente. O médico novo decidiu, nas palavras dele, que ia fazer "uma coisa bem legal". Como eu precisei adiar o início do tratamento por conta de uma viagem a trabalho, ele resolveu me receitar testosterona em gel.

Testosterona em gel: deve ser encomendado
em farmácia de manipulação
O que ele me explicou: mulheres com ovários micropolicísticos (não é o meu caso, sou o oposto disso!) produzem testosterona em excesso. Para elas, isso é ruim. Mas, para mim, pode ser bom. Como eu produzo pouquíssimos folículos, aumentar o nível de testosterona no meu corpo pode estimular o ovário a trabalhar mais e, assim, gerar mais folículos, que vão virar óvulos.

Encontrei uma explicação mais científica nesse estudo que pode ser acessado nesse link, cuja conclusão transcrevo abaixo:

"O uso de androgênios em fases que antecedem a estimulação ovariana em ciclos de fertilização in vitro parece ser ótima ferramenta de melhoria da resposta à estimulação oocitária controlada em pacientes com mais de 38 anos ou com reserva ovariana diminuída. Melhora tanto a quantidade quanto a qualidade oocitária e aumenta as taxas de gestação e de nascido vivos."

O novo médico esclareceu também que não há inúmeros casos clínicos que comprovem a eficácia do uso de testosterona para mulheres com baixa reserva ovariana. Mas cada vez mais autores estão sugerindo que aumentar moderadamente o nível de testosterona pode contribuir positivamente para que o ovário produza mais folículos e de melhor qualidade.

Ótimo, não? Só não entendo porque nenhum dos dois médicos que me acompanharam anteriormente - antenados e frequentadores assíduos de congressos internacionais - sugeriram a testosterona.

O Google me diz que o "uso de testosterona transdérmica antes do ciclo de FIV parece aumentar a taxa de gravidez em 15% e a taxa de nascimento em 11%". Poxa, é porcentagem pra caramba para quem está tentando há tanto tempo!

Enfim, essas novas informações ajudam a me dar esperança, ao mesmo tempo que sei que não posso depositar todas as fichas nelas. A testosterona em gel precisa ser encomendada em farmácia de manipulação - a textura parece mais a de um creme hidratante do que de gel - e deve ser passada à noite na parte interna da coxa. Tem um cheirinho de desodorante que me enjoa, mas logo passa. Estou revezando as pernas desde a quarta-feira, 23/3, e devo continuar usando até segunda, 4/4, quando volto à clínica.

Torço para que meu caso clínico seja de sucesso para que eu possa contribuir com a literatura e, quem sabe, ajudar mais mulheres com baixa reserva ovariana.


5 comentários:

  1. Nossa,
    que bacana! Cola nesse médico que ele parece ser dos bons!
    E boa sorte =D
    bjss

    http://preaquecendooforno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, teve melhores resultados com o gel? Onde comprou? Qual a marca?
    Patrícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia, atualmente uso o androgel, mas pergunte ao seu médico qual é o mais indicado para você. Meu médico anterior fez uma fórmula que precisei encomendar numa farmácia de manipulação.

      Excluir
  3. Oi! Qual a concentração de testosterona usar? Qual a quantidade?Por quanto tempo? Vc usa so o testosterona ou usa com outro medicamento? Tb tenho baixa reserva. Fiz 3 induções e só uma tive resposta. 3 ovulos, nenhum fertilizou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, desculpe a demora na resposta. O melhor é ver a dose indicada com o médico. Eu usei uma vez por semana por quase 5 meses, mas infelizmente não obtive suceso...

      Excluir