segunda-feira, 2 de maio de 2016

A dor é minha só, não é de mais ninguém

Depois do fim de semana, em que me permiti viver a minha tristeza, hoje foi preciso voltar a viver e sair pra trabalhar. De onde tiro forças para conversar sobre amenidades, sobre projetos do trabalho e tocar as coisas, não sei. É como se fosse minha superfície fazendo todas essas coisas enquanto por dentro eu sangro. Não queria almoçar com ninguém, então marquei de fazer a unha no horário de almoco, assim tive uma desculpa pra comer sozinha rapidinho e depois fui pro salão, onde falei de esmaltes, cutículas e do tempo frio. É difícil, aos 33 anos, passar ilesa por um dia sem que o assunto maternidade apareça. Hoje foi a colega que me mostrou o BabyCenter pelo qual ela está acompanhando a gravidez da irmã. E eu faço cara de quem não já calculou no mínimo uma 50 vezes a daa provável de parto e nunca ouvi falar desse site. A outra colega começou a contar sobre o desfralde do filho e hoje eu me permiti me afastar quando ela começou a falar - tinha outras pessoas por perto e eu não passei de mal educada. Porque você está sangrando por dentro mas ninguém faz nem ideia. E ninguém tem culpa disso, é claro que não. Só não sei pra onde fugir pra evitar a dor. E a verdade é que não tem pra onde fugir. É preciso encarar. E eu vou. Talvez demore um pouquinho, mas eu vou.

21 comentários:

  1. <3
    Você tem meu abraço amigo e meu ombro solidário.
    Existe um verso (original em inglês) que eu carrego comigo: "a melhor maneira de sair é atravessar". É isso. Não tem como sair de dentro de alguma coisa sem atravessá-la. Cerque-se de pessoas amadas e amorosas que a travessia fica mais firme.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Porque suas palavras são tão fortes? Sabia que você é uma guerreira? Mesmo triste está aí tentando viver. Eu me fechei na minha dor... Ainda estou tentando sair dela e voltar ao mundo. Te admiro tanto. Siga firme. =***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, mom. Hoje eu me forcei a sair, mas, uma vez na rua, eu só queria voltar pra minha casa. E a dor é de quem tem, não se sinta mal por ter se fechado. No seu tempo sairá dela. Bjs

      Excluir
  3. Tambem te admiro muito. Nunca fiz fiz FIV, mas faço coito programado e entendo o que vc esta falando e sei q dói. Te desejo força e fé em Deus!! Bjs, Daiane.

    ResponderExcluir
  4. Força, estou na mesma situação, tentando a 2ª FIV, só que com ovodoação e apenas quem sabe é meu esposo,como foi difícil a primeira...Receber o negativo e levar a vida normalmente como se nada tivesse acontecido e na verdade a minha vida desmoronando...

    ResponderExcluir
  5. Nossa disse tudo.. Vai sim passar por tudo isso!! Torcendo por vc! bjosss

    ResponderExcluir
  6. florzinha sinta-se abraçada por mim!Estou tbm passando por uma fase nada agradável nessa vida de tentante.Tem hora que dá vontade de desistir,mais a fé é maior!!Força sempre!!
    bjos
    Luh

    Estou com um grupo no whatssap para tentantes.Lá desabafamos,e compartilhamos um pouco de tudo.Se quiser participar é só enviar seu número com ddd e nome para meu E-mail:lucienepcalixto@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Luh. E obrigada pelo convite pro grupo. Quando eu tiver mais animadinha mais pra frente eu vou querer entrar e te mando email, tá? Bjs

      Excluir
  7. Ah vc nem imagina o quanto é forte...
    Admiro mt sua luta e sua vontade de seguir em frente!
    tai uma frase que tanto gosto:'Novas folhas, novas flores, na infinita benção do recomeço!'

    ah, faço parte também desse grupo de zap que a Luh disse ai em cima =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!! Em breve estarei pronta pra recomeçar.

      Excluir
  8. Eu não imagino como deve ser. Mentiria se dissesse que sim. Solidarizo com sua dor. Seu positivo irá chegar. CERTEZA disso!!

    ResponderExcluir
  9. Oi Flor, tbm sou tentante! Há muitos anos acompanho blogs de tentante, resolvi me inspirar e criar um cantinho pra mim, onde eu possa trocar experiências sobre minha vida de tentante e a minha saga pra conseguir meu sonhado positivo. Quando puder dá uma passada lá,estou apenas começando! http://danitentante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá querida! Também sou tentante, tenho problema de baixa reserva ovariana (33 anos, AMH de 0,9). Ainda não fiz FIV, estou juntando grana pra fazer no final do ano, mesmo sabendo que até lá minha reserva pode baixar muito.
    Realmente é muito difícil o negativo. Eu fiz coitos programados, também não deu certo, é um sentimento de luto.
    Uma colega de trabalho acabou de ter neném, nossa, é muito difícil você ouvir as mamães falando com ela sobre fraldas, leite, sono, e eu só ouvido, também me permitia sair pra não sofrer mais.
    Fico aqui na torcida para que você consiga o tão sonhado positivo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caramba, meu AHM é igual ao seu! E a mesma idade. A FIV é mesmo um procedimento caríssimo e um enorme investimento emocional. Mas vai dar certo. Não fique pensando que sua reserva vai cair drasticamente de um dia pro outro porque não vai (embora eu também tenha esse medo, sei que é infundado). Obrigada pela torcida, também estou torcendo por você. Conte comigo. Bjs

      Excluir
    2. Pois é, amiga, quantas coincidências!
      O meu AMH baixo é por causa da endometriose, ninguém da minha família teve problemas para engravidar, eu fui a premiada.
      Nas suas palavras, sinto que és uma guerreira, vai conseguir realizar o seu sonho!

      Um grande abraço!

      Excluir